NOVO MINISTRO DA SAÚDE PROMETE RESOLVER ABASTECIMENTO DE HYDROXIUREIA NO PAÍS

audienciaFenafalMS_hydroxiureia

Elvis e Luana (de azul) foram recebidos pelo ministro Ricardo Barros | foto: SECOM/MS

Os coordenadores da FENAFAL, Elvis Silva Magalhães e Luana Carolina Martins tiveram audiência com o Ministro da Saúde (interino) Ricardo Barros, nesta terça-feira, 22, em Brasília (DF), para tratar da problemática relacionada ao desabastecimento da medicação Hydroxiureia, um quimioterápico utilizado no tratamento de pessoas com doenças falciformes.

Na ocasião, foi entregue ao ministro um ofício da entidade solicitando informações detalhadas sobre a aquisição, pelo Governo Federal, de cerca de 24 mil caixas do referido medicamento, que o Ministério informou, anteriormente, ter comprado em maio e ainda não chegou nas secretarias estaduais de saúde. A audiência foi intermediada pelo deputado federal George Hilton.

A Hydroxiureia é um fármaco que proporciona mais qualidade de vida para às pessoas com essa hemoglobinopatia. Nos termos da portaria MS/GM nº 2.981, de 26 de novembro de 2009, a medicação, em cápsulas de 500mg, faz parte do rol de medicamentos financiados com transferência de recursos pelo Ministério da Saúde para tratamento da doença falciforme. Fortes evidências científicas comprovam que, até o momento, ela é considerada a terapia farmacológica de maior sucesso para as pessoas com doença falciforme.

Segundo médicos especialistas no tratamento dessa doença hereditária, a Hydroxiureia tem se mostrado eficaz na diminuição dos episódios de dor, que podem até mesmo desaparecer com seu uso contínuo. Ela provoca o aumento da produção de hemoglobina fetal e também uma discreta potencialização da concentração total da hemoglobina no sangue. Esses efeitos ocasionam a diminuição dos episódios de síndrome torácica aguda e, consequentemente, do número de hospitalizações e de transfusões sanguíneas. Na prática, a Hydroxiureia pode favorecer a regressão ou estabilização de danos em órgãos ou tecidos (baço, rins, cérebro, coração, pulmões), melhorando o bem-estar e possibilitando maior sobrevida aos pacientes que desenvolvem maiores agravos da condição de saúde por causa da doença.

DESABASTECIMENTO

“Desde de outubro de 2015 o fornecimento dessa medicação tem sido comprometido. Muitas denúncias foram oferecidas aos Ministérios Públicos e Defensorias Públicas em vários Estados. Nossas associações têm realizado manifestações por todo o país, para expor nossa preocupação. Tem sido assustador o número de óbitos de pacientes por conta da interrupção do tratamento”, comenta Maria Zenó Soares, coordenadora-geral da FENAFAL.

No último dia 19, a entidade deu início a uma campanha, através de redes sociais na internet, cobrando providências do Ministério da Saúde para a solução do problema. A data marca um esforço mundial na conscientização sobre a doença falciforme, suas causas e consequências. Diversas entidades filiadas à FENAFAL realizaram atos públicos, eventos e divulgação na mídia.

A entidade defende que o Governo Federal passe a produzir o medicamento na rede federal de laboratórios públicos, a exemplo do que já ocorre com o famoso “coquetel anti-AIDS”.

O Governo da Bahia já sinalizou interesse em produzir o medicamento, especialmente por ser este o Estado onde vive o maior número de pessoas com a doença. “Outra questão importante sobre a produção da Hydroxiureia é que atualmente, o laboratório privado que monopoliza o fabrico do medicamento não oferece opções de dosagens diferenciadas que possam ser administradas para crianças com menos de cinco anos de idade, por exemplo. A doença afetada fortemente pessoas dos segmentos mais vulneráveis e merece uma atenção especial e mais humanizada das autoridades públicas”, diz Dalmo Oliveira, coordenador de Comunicação da FENAFAL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: