Deputados vão percorrer estados para ver de perto situação das pessoas com doença falciforme

Deputados Ricardo Quirino e Márcio Marinho farão visitas aos estados (Foto: Raphaella Bechepeche))

A audiência pública sobre a anemia falciforme e sua incidência no Brasil, realizada no último dia 11 pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, em Brasília, encaminhou duas deliberações importantes. A primeira delas foi no sentido de que os deputados membros da CDHM realizem “visitas cidadãs” no Distrito Federal, Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo.

“A ideia é que os Deputados Federais visitem as Associações de pessoas com DF, numa espécie de audiência local, e depois o gestor estadual para saber efetivamente o que tem sido feito”, relata o coordenador geral da FENAFAL, Altair Lira. A audiência foi uma proposição dos deputados Ricardo Quirino do Distrito Federal (DF) e Márcio Marinho (BA).

O outro encaminhamento é que a Comissão de Direitos Humanos apresentará requerimento ao pleno da Câmara solicitando audiência com o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, para tratar exclusivamente da doença falciforme no Brasil.

“Foi um dia significativo para todos nós. Quem acompanha a vida política do Brasil sabe o peso que é uma sessão na Câmara dos Deputados, casa legislativa onde os assuntos ecoam e ganham ressonância”, diz Lira.

Ele relata que outros fatos significativos ocorreram, sendo o principal deles a abertura da sessão pela Deputada Manuela D´ávila (PC do B/RS). “É simbólico pois nem sempre os presidentes das Comissões as abrem e permanecem durante as mesmas. A Manuela fez isso e no seu discurso enfatizou a importância da audiência e a importância da anemia falciforme”, lembra o ativista.

Altair ressaltou ainda que na mesa houve a participação da Silma Melo, representando o Ministério da Saúde, e de Ilka Melo, representando o Governo do Rio de Janeiro. “Pessoa com doença falciforme que é, Ilka trouxe também na sua fala a vivência, sofrimento e a luta das pessoas com doença falciforme. Representando o controle social, além do próprio Altair, ainda participou Maria Elizabeth Corrêa Santos, diretora da Associação Brasiliense de Pessoas com Doença Falciforme (ABRADFAL).

Lira sugere as entidades associadas à FENAFAL mandem uma carta para os deputados federais dos seus estados e cobrem uma visita da Comissão à sua instituição. Ele defende ainda que as ONGs devem mandar cartas em papel timbrado relatando a situação da doença falciforme no seus respectivos estados para os deputados Ricardo Quirino e Márcio Marinho, cujos emails são

dep.marciomarinho@camara.gov.br e dep.ricardoquirino@camara.gov.br.

“Gostaria de ressaltar que a ação na Câmara dos Deputados foi coletiva. Nossas instituições conseguiram representar um coletivo, não foi a ação de uma pessoa só, ou de uma instituição só. Todas as associações saíram vitoriosas, reconhecidas no seu árduo trabalho, então eu mesmo de coração só tenho a parabenizar a luta de cada entidade, de cada pessoa que participa e se dedica”, finaliza Altair.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: